Tendas e Clãs do Sul | A influência da Lua sobre nós
694
post-template-default,single,single-post,postid-694,single-format-standard,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

A influência da Lua sobre nós

Por Amanda Martins

 

Feliz Ano Novo! Meu desejo para o ano que se inicia – ainda que seja um ano novo profano – é o de que possamos estar mais conscientes do nosso propósito de vida e abertos às oportunidades de mudança, amadurecimento, renovação que a vida sempre nos oferece. E antes de começar a falar da primeira Lua Nova do ano, queria trazer algumas razões que nos fazem dar tanta importância para cada novo ciclo da lua.

É cientificamente comprovado a influência da Lua nas altas e baixas das marés, especialmente durante a Lua Nova, visto que neste momento a Terra, a Lua e o Sol se alinham, e a atração gravitacional exercida pelos dois últimos astros se soma. Com uma força de atração maior, as correntes marítimas são elevadas e as marés ficam mais altas e mais fortes[1]. Recentemente um artigo científico afirma que a Lua parece afetar a qualidade do sono: em média, nas noites de Lua cheia, as pessoas tenderiam a demorar mais para adormecer, uma vez apagadas as luzes; dormiriam pior; e o período de sono duraria 20 minutos a menos que em outras fases lunares. Este trabalho, publicado na revista CurrentBiology, será o primeiro a confirmar, em condições rigorosas de laboratório, um efeito concreto (aos olhos da ciência) das fases da Lua sobre o ser humano[2].Segundo alguns pesquisadores, a explicação pode estar na ideia de que teríamos um ciclo circalunar, assim como temos um ciclo circadiano que está ligado ao movimento de rotação da Terra. Parece um achado bastante interessante a ciência reconhecer que nós humanos estamos de algum modo conectados com as fases da lua.

Mesmo com olhares céticos, a ciência começa a perceber os efeitos deste pequeno satélite sobre nós; talvez com o tempo, como desenvolvimento de novos instrumentos e com o avanço da ciência sobre os estudos de nossos ciclos hormonais, seja possível comprovar pelos meios que a ciência utiliza, a influência da Lua em outros aspectos da vida humana. A sabedoria popular nos fala de como as fases dela atuamno corte de cabelo, na agricultura, nos humores das pessoas – há lendas que versam sobre seus efeitos em determinadas fases – nas mulheres que acompanham seu ciclo menstrual. A palavra “lunático” está relacionada à lua e quando queremos dizer que uma pessoa está distante, é muito sonhadora, dizemos que ela está no mundo da lua.

Diante dessas questões, o que diz a Astrologia? Para mim, é interessante a ciência apontar a influência da Lua sobre as marés, pois ela está ligada a um signo de água: Câncer; também é sincrônico que se descubra seus efeitos sobre o sono, justamente na sua fase cheia, momento em que dentro da Astrologia, entendemos como uma fase lunarde expansão e de criação.Os povos tradicionais nos trazem elementos que nos ajudam a entender a atuação deste astro e o que ele rege.Na astrologia mundial, a lua representa o povo, as massas; quando olhamos para o indivíduo percebemos sua atuação sobre os humores, a reprodução, as emoções e nossas formas de estabelecer vínculos; se olhamos para o corpo humano em si, ela rege os líquidos, o estômago, os hormônios, o útero, os seios. E por todas essas questões, a cada Lua Nova, quando Sol e Lua estão conjuntos no céu,há uma força atuante no céu, um novo ciclo, uma nova energia se inicia, se irrompe. Se estamos conscientes dessas energias, podemos atuar de outro modo na vida, conectados e em consonância com o que a vida nos pede, usando esse tempo para meditar, refletir, reorganizar nossa vida, nosso tempo e espaço. É uma forma de conexão com a nossa alma e seus mais profundos anseios. Olhar para céu é uma forma de olhar para nós mesmos e o ser humano descobriu isso há alguns milhares de anos.

 

[1] Leia mais em: https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2016/05/10/clique-ciencia-qual-o-poder-da-lua-sobre-a-vida-no-planeta-terra.htm

[2] Leia mais em: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI342632-18580,00-A+REAL+INTERFERENCIA+DA+LUA+CHEIA+SOBRE+O+SER+HUMANO.html